Sacola de Compras

* Calcule seu frete na página de finalização.

* Insira seu cupom de desconto na página de finalização.

13/10/2021

Óleo de cutícula pode causar alergias? Entenda

Pessoas são diferentes, ninguém é igual a ninguém. Alergias podem surgir de formas variadas em diferentes pessoas por diversos motivos. Um deles se dá através de produtos de unha de baixa qualidade. Isso deve estar claro em nossas cabeças, certo?

 

Recentemente (Agosto 2021), uma pesquisa apontou um problema para nos conscientizar que hidratantes para pele em produtos de beleza poderiam estar acelerando processos alérgicos, pois são feitos para penetrar profundamente na pele e com isso poderia levar substâncias não desejáveis para dentro do organismo com maior velocidade.

 

O óleo de cutícula é um tipo de hidratante e uma vez aplicado sobre a pele com resíduos de produtos químicos pode se tornar prejudicial à pele. Um agravante maior aos produtos que necessitam de cura UV, pois uma má cura e principalmente a não limpeza da área após a aplicação do produto, não retirando perfeitamente a camada pegajosa. O que ocorre? Não há uma limpeza da área, apenas a hidratação que, conforme já foi dito, penetra profundamente na pele. Desta forma, levando produtos químicos e impurezas ao nosso organismo. Tenso, né?

 

Como realizar o procedimento com segurança:

- Utilizando um pedaço de toalha descartável umedecida com o higienizador (da Adore Professional: o Prep Step Nail Sani). Comece pelo dedo mínimo limpando a unha da base até a borda livre e nunca ao contrário ou de um lado ao outro. Em seguida, passe para as unhas maiores.

- É ainda mais seguro utilizar um pedaço de toalha descartável para cada unha.

- Quantos profissionais desavisados não utilizam o mesmo pano por todas as unhas, na pele e repetidas vezes? Isso significa espalhar produto não curado em toda a pele... CUIDADO!

- Alguns produtos podem não possuir camada pegajosa, mas ainda assim a área deve ser limpa ao terminar o procedimento final, pois ele ainda possui produto não curado na superfície. LIMPE-OS!

 

E o que sempre fazemos depois disso?

Passamos óleo massageando em toda a volta da unha e da pele. E é aqui que mora o problema: há produto não curado sob a pele e nós aplicamos óleo!!!

Os estudos mostram que o óleo pode atuar como um ‘intensificador de penetração’. O que isso significa? Significa que estamos atuando como “estimulador na penetração” de potenciais alérgenos (colocando produtos químicos durante a execução do serviço) diretamente nas células vivas da pele! Entende como é perigoso?

 

A pergunta que deve estar martelando em sua cabeça: então o que eu devo fazer?

- Utilize sempre óleos de cutícula, mas apenas após lavar as mãos com sabonete. O óleo evita a evaporação da água, pois alguns procedimentos são nocivos, abrasivos, utilizam solventes, soltam cascas... conduzindo a perda de água e causando ressecamento. A secura é um sinal da ruptura da barreira cutânea, sendo o primeiro passo para uma possível inflamação da pele. 

 

Manicures:

- Quando terminar o seu trabalho, peça para suas clientes lavarem as mãos com sabonete e só então aplique loção ou creme hidratante para evitar o potencial surto de alergia.

- Se trabalha com camada pegajosa, remova-a e em seguida lave com sabão antes da próxima etapa do serviço.

- Produtos para unha NUNCA devem tocar na pele. E utensílios devem SEMPRE ser limpos, mesmo trabalhando com luvas.